quarta-feira, 28 de junho de 2017

NOTA DA COMISSÃO BRASILEIRA DE JUSTIÇA E PAZ DA CBPJ

Amigos e Amigas da Rede Brasileira Justiça e Paz, 

As centrais sindicais convocaram uma Greve Geral para o dia 30 de junho, sexta-feira. A greve tem como motivação impedir a retirada dos direitos dos trabalhadores, através da tramitação das Reformas Trabalhista e da Previdência no Congresso Nacional.

A ação das Centrais Sindicais tem resultado em grandes mobilizações: nos dias 08 de março, 15 de março, na Greve Geral de 28 de abril e no Ocupa Brasília em 24 de maio.

Como resultado do amplo debate com a sociedade e das mobilizações, houve um congelamento temporário na tramitação da Reforma da Previdência e obteve-se uma primeira vitória na Reforma Trabalhista, com a reprovação na CAS (Comissão de Assuntos Econômicos do Senado).

Apesar disso, há sinais de que o Governo priorizará a Reforma Trabalhista, mais fácil de aprovar em razão de ser necessário maioria simples, diferentemente da tramitação da reforma da previdência que, por se tratar de reforma constitucional, segue um rito mais moroso, exigindo 2/3 da Câmara e igual escore no Senado.

As fortes mobilizações promovidas pelas centrais sindicais, frentes e movimentos sociais tem obtido inegável êxito e não poucos atores sociais afirmam que parte considerável da capilaridade e potência se deve ao apoio de muitas dioceses, escolas católicas, pastorais, comunidades de base e, evidentemente, das comissões justiça e paz.

Diante disso, exorto aos confrades e confreiras da Rede Brasileira Justiça e Paz a se engajarem nas mobilizações, informando o bispo diocesano das razões da greve e se possível, motivá-los a uma palavra de encorajamento às comunidades para que participem das mobilizações e que estas transcorram pacificamente e sem provocações.

Um abraço fraterno!

Brasília, 27 de junho de 2017



Carlos Moura
Secretário Executivo
Comissão Brasileira Justiça e Paz da CNBB


Nenhum comentário:

Postar um comentário